Johannes Janzen


  Q U I N T A - F E I R A ,   7   D E   J U L H O   D E   2 0 1 6




Dermeval Reis Junior é formado em Biomedicina e Patologia Clínica pela Universidade de Franca.
Ele é Mestre em Medicina.

Especializado em Fisiologia Humana e Patologia Clínica pela Escola Paulista de Medicina da Universidade Federal de São Paulo.

Professor em Ciências Médicas e da Saúde.

Também é Membro da Sociedade Brasileira de Fisiologia, da Sociedade Criacionista Brasileira e da Sociedade Brasileira do Design Inteligente.

Um curioso em filosofia e teologia, e professor de escola bíblica na Igreja Cristã da Trindade, em São Paulo.

Organizador do Primeiro Congresso da Teoria do Design Inteligente em São Paulo.

Dermeval Reis Junior fala de forma exclusiva para Origem e Destino acerca da teoria do design inteligente.

O que é complexidade irredutível?
Uma das mais brilhantes teorias explicativas para a origem da vida, especialmente no que tange à biologia e seu funcionamento (bioquímico), foi a Teoria da Complexidade Irredutível de Behe (TCIB). Esta teoria foi conceituada após a verificação (experimental e analítica) de máquinas moleculares que, inexoravelmente, constituem o que Behe chamou de motores moleculares, onde, a retirada de uma ou mais das partes deste motor evoca um desajuste e a máquina para de funcionar. Um conjunto de estruturas que atua de maneira sinérgica e concatenada com a manutenção da vida. Todo este conjunto, atuando harmonicamente, constitui um sistema único, com o objetivo de manter a vida. Assim, este sistema, sendo composto por vários maquinários constituem um sistema de altíssima complexidade, e que, por esta razão, exige um ajuste fino. Isto, per se, leva à conclusão de que a vida é oriunda de um projeto a partir de uma mente inteligente. Isto significa a incapacidade de redução de um sistema. Daí então, a irredutibilidade do sistema, portanto, da Complexidade Irredutível.

Qual é o limite que a complexidade irredutível impõe para processos evolucionários darwinianos?
A Teoria da Evolução darwinista, em sua mais simplória definição diz que tudo surgiu ao acaso, de maneira aleatória, por mutações lentas e graduais ao longo do tempo. Olhando para a Complexidade Irredutível, portanto, olhando para um projeto, com inteligência, existe um abismo dantesco entre uma e outra explicação. Os processos darwinianos são processos não guiados, que ocorreram ao acaso, sem um fundamento e um objetivo; os processos da Teoria do Design Inteligente, sustentados pela Complexidade Irredutível de Behe, denotam um objetivo muito bem fundamentado, onde a vida (o efeito) veio a existir a partir de uma causa em que o processo foi finamente guiado, a partir de um propósito e com um fundamento. O limite, talvez, seja no âmbito de que, o darwinismo não consegue explicar COMO estes processos OCORRERAM, quando, o Design Inteligente, por meio de suas várias teorias sustentam uma linha explicativa a partir de processos guiados, com especificidade para cada um deles.

Então, a complexidade irredutível exige um design inteligente?
Assim, a Complexidade Irredutível pode ter como uma de suas mais simplórias, porém mais clara explicação, além da famosa representação esquemática de uma ratoeira, também, o fato de que uma célula, além das informações complexas do DNA, precisa de que todas as suas funções sejam exatas e colocadas no lugar correto. Isto exige uma inteligência. O acaso, por definição é "nada", não pode ser, portanto, o determinante de tamanha magnitude funcional da vida, e, assim, excluir a Complexidade Irredutível.

O que dizer da hipótese da complexidade redundante?
A hipótese da Complexidade Redundante, de maneira fática e simplória, pode ser desconsiderada sem ressalva alguma. A redundância sistemática alegada pelo contradito à Complexidade Irredutível de Behe é nula quando se considera as diferenças funcionais para cada microssistema biológico intracelular, com plena especificidade, que, se fosse direcionada para outro alvo molecular, falharia efetivamente. Muitos se esquecem da especificidade dos sistemas. Isto não pode, de forma alguma, ser ignorado.

Dizer que algo é irredutivelmente complexo, inferindo design inteligente, não é um argumento a partir da ignorância?
Sim, pois colocam abertamente a sua recusa em analisar uma teoria explicativa, com lógica científica, uma vez que, em ciência, o método científico só assim o é, quando os contrários são postos sob a análise científica até sua verificação. Eles não o fizeram!!! Ao contrário, afirmam, categoricamente, o evolucionismo como parte de um processo redundante da complexidade irredutível. Uma completa ignorância, manifesta por não analisar os processos de forma isenta à doutrinação evolucionista.

Então, por que a comunidade científica rejeita o design inteligente?
Talvez, uma doutrinação acadêmica, posta como uma forma de combate à crença religiosa, o darwinismo veio na forma de um establishment acadêmico, hoje, como condição sine qua non para credibilidade científica. A academia considera que os defensores do Design Inteligente são pertencentes à linha criacionista, portanto, pertencentes à religião, o que é, de todo, ignorado por ela. Não é verdade!!! O Design Inteligente tem no seu rol de defensores, cientistas ex-darwinistas, ateus, agnósticos e religiosos de vários seguimentos, cristãos ou não. Portanto não se aplica, tal argumento da academia, quando rejeitam a Teoria do Design Inteligente.

Se existe design, então existe um designer. Quem é o designer?
O Design (do inglês, projeto), só pode ser concebido por um "projetista" (ou Designer). Embora o Design Inteligente não tenha a pretensão de provar a existência do "Designer", apenas o fato de se ter um projeto, por lógica irrefutável, tem que existir o projetista. Se transferir os conceitos do Design Inteligente para um contexto teológico cristão, obvia e inevitavelmente, sabemos que o Designer é o Deus da Bíblia, o grande Criador de todas as coisas, e àquele em que, n'Ele tudo subsiste, e a partir das coisas visíveis, constata-se a existência de um criador.

Como é seu relacionamento com Deus?
Assim, crendo eu, que a melhor explicação para a vida é a partir do Design Inteligente, sendo a Teoria da Complexidade Irredutível de Behe, que aborda o aspecto bioquímico, e portanto científico, sobre a origem da vida, eu tenho plena convicção da existência deste Deus, no qual eu Creio, professo minha fé, e o venero reconhecendo Sua soberania acima de tudo e de todos. Tenho, portanto, um relacionamento convicto de fé e razão, com este Deus, por meio de seu manual - a Bíblia- e por meio da atuação sobrenatural do Espírito de Deus agindo em mim.


  Palavras-chave: design inteligente, complexidade irredutível, Dermeval Junior

Enviado por: Johannes Janzen  |  1744 views   

   Postagens relacionadas


   Deixe aqui seu comentário

Nome *:
E-mail *:
  (não será publicado)
Título:
Texto *:
Texto da Imagem *:
  (sem espaços)
 

   Comentários (2)

Cómo obtuve mi préstamo
Olá amigos.
Você precisa de um empréstimo urgente para começar um negócio, expandir seu negócio, comprar um carro, resolver problemas pessoais, pagar suas dívidas, comprar uma casa e outros imóveis e pagar ao longo dos anos? É possível porque estou feliz em compartilhar o testemunho com você.

Eu precisava de um empréstimo urgente de US $ 75.000 para comprar uma casa. Enviei um pedido de empréstimo a várias empresas de empréstimo que prometeram ajudar, mas me enganaram e nunca me ajudaram até que um amigo me apresentasse aos empréstimos de Graceland e à companhia de hipotecas, que o ajudou antes. Entrei em contato com eles por meio de seu e-mail (gracelandloans.mortgages@gmail.com) e eles prometeram me ajudar. Em apenas 3 dias depois de ter verificado meus detalhes e ID, recebi o empréstimo de 75.000 USD na taxa de juros de 3%, como prometia sem qualquer tipo de estresse ou atraso. Eu nunca pensei que ainda existiam empresas de empréstimo confiáveis ​​e legítimas lá fora depois que eu me decepcionei separadamente até eu me encontrar com empréstimos de Graceland e companhia de hipotecas, que de fato me ajudaram com o empréstimo que eu buscava e mudou minha crença

Eu prometi empréstimos de graceland e companhia de hipotecas que eu continuarei dizendo às pessoas sobre eles. Então, se você precisar de um empréstimo urgente e genuíno, entre em contato com eles hoje e você também irá testemunhar

Enviado por: Maria Elano  |  Data: Qui, 14/12/2017 às 19h55   

Completo
O objetivo da "ciência"(pseudo ciência) é esconder Deus!

Pseudo ciência e suas pérolas
https://youtu.be/rPB37FB_Htc

Enviado por: Rogério  |  Data: Qui, 13/07/2017 às 07h21   




   Pesquisar

   Arquivo

   Sobre mim
   Johannes G. Janzen é professor de engenharia na Universidade Federal de Mato Grosso do Sul. Possui doutorado em Hidráulica e Saneamento pela Universidade de São Paulo com período sanduíche na Universidade de Karlsruhe, Alemanha. Tem experiência na área de Engenharia Civil e Ambiental com ênfase em Fenômenos de transporte e Hidráulica.

   Postagens mais recentes

   Postagens mais vistas

   Comentários recentes

   Palavras-chave

   Twitter

   Facebook

O conteúdo deste website, salvo indicações, é de uso exclusivo da
Sociedade Origem e Destino - Copyright © 2011