Johannes Janzen


  Q U A R T A - F E I R A ,   2 3   D E   M A R Ç O   D E   2 0 1 6




Um viajante do século 13 encontrou dois homens carregando pedras pesadíssimas por uma estrada cheia de lama. Um estava cantando e o outro estava xingando. O viajante perguntou ao homem que estava xingando:"O que você está fazendo?" Ele respondeu: "Estou tentando levar a droga dessa pedra através dessa estrada enlameada". O viajante então perguntou ao homem que estava cantando a mesma pergunta. E ele respondeu: "Estou construindo uma catedral". A razão pela qual aqueles dois homens estavam carregando a pedra fez a diferença em suas ações. O primeiro homem estava carregando a pedra para lugar nenhum. O propósito dele era simplesmente carregar a pedra através da rua cheia de lama. Por essa razão, estava a xingar. Já o segundo homem estava carregando a pedra para a construção de uma linda catedral. Era um objetivo nobre, maravilhoso. Por essa razão, estava a cantarolar.

Assim como o propósito pelo qual aqueles dois homens estavam carregando a pedra foi fundamental para a diferença em suas vidas, assim também aquilo que você acredita ser o seu destino ou o propósito fará toda diferença em sua vida. A sua vida ou é uma rua enlameada que vai para lugar nenhum e, portanto, sem propósito, ou é uma rua enlameada que leva para algo glorioso e, portanto, preciosa. Considerando isso, faz todo sentido perguntar: Por que você existe? Qual é a razão de sua existência?

Talvez você esteja pensando: "Ainda não consegui encontrar essa resposta dentro de mim!" A resposta a essa pergunta não está dentro de você. Imagine que você possua uma tia cujo nome é Matilda. Certo dia, ela fez um bonito bolo e você deseja conhecer tudo acerca do bolo. Para isso, você reúne os melhores estudiosos de bolo do mundo e lhes diz: “Reuni todos vocês aqui, pois desejo conhecer completamente o bolo. Façam as investigações necessárias”. E os estudiosos vão ao trabalho. Após investigar detalhadamente o bolo, os estudiosos trazem um relatório detalhado do bolo. Você está contente, mas deseja fazer uma pergunta final aos especialistas: Por que o bolo foi feito? A tia Matilda sabe a resposta, uma vez que fez o bolo com algum propósito. Mas nenhum dos estudiosos poderia responder a essa pergunta, pois o significado do bolo está para além do bolo. O significado do bolo não está no bolo, mas na mente da pessoa que fez o bolo. Por o significado estar além do bolo, a única forma de você obter uma resposta para a pergunta é pedir que a tia Matilda lhe revele a resposta. Se isso acontece para um bolo, não há razão para que seja diferente para a sua existência. A razão pela qual você existe está além de você. O único meio de você obter uma resposta para essa pergunta é perguntando a Deus, o seu Criador. Em outras palavras, a única forma de você obter a resposta é através da revelação que Deus deu a humanidade: a Bíblia.

A Bíblia nos diz que você foi criado para glorificar a Deus. O que significa glorificar a Deus? Significa apreciar a Deus. Ter Deus em alta estima. Adorar a Deus. Se sujeitar a Deus. O propósito pelo qual você existe é, portanto, nobre, glorioso.

Mas sabe qual é o problema? É que você não deseja que esse seja o propósito de sua vida. E essa é a pior coisa que você pode fazer. Imagine que você tenha projetado e criado o Palácio do Planalto, em Brasília. Você gastou meses de trabalho. Certo dia, você está em casa assistindo ao Jornal Nacional e é anunciado que no próximo bloco irão entrevistar ao vivo o engenheiro do Palácio do Planalto. Após os comerciais, aparece o Sr. Zé, um homem que você nunca viu, sendo entrevistado e recebendo toda a glória pelo projeto do Palácio do Planalto. Como você se sentiria? Considere agora que ao invés do Sr. Zé apareça um pedaço de pau sendo entrevistado como o projetista do Palácio. Ele não fala, não ouve e não pensa, mas está lá recebendo a glória de ser o projetista do Palácio. Como você se sentiria? Imagine agora que não apareça ninguém, nada. O "nada" está sendo entrevistado como projetista do Palácio. Como você se sentiria? Você não se sentiria bem. A glória que você deveria receber como criador e projetista do Palácio está indo para outra pessoa, objeto, “nada”. É isso que você faz com Deus quando você não O glorifica. Deus lhe criou e projetou de forma maravilhosa. E Deus diz que você deve dar glória a Ele. Mas você prefere criar o seu próprio propósito de vida, tirando assim a glória de Deus e jogando para cima de si mesmo. Isso é a coisa mais deplorável que você pode fazer. Ao fazê-lo, a sua vida não possui mais um propósito nobre, maravilhoso. E mais: o propósito de sua vida é totalmente arbitrário, uma vez que você não é capaz de dizer qual é o propósito de sua vida. Ao adotar esse propósito arbitrário para roubar a glória de Deus, você é como aquele homem caminhando pela rua enlameada carregando uma pedra pesada para lugar nenhum. Gostaria de convidá-lo a hoje mudar de caminho. Gostaria de convidá-lo a caminhar cantando pela rua enlameada, pois você possui um propósito nobre: Glorificar a Deus.

Qual é o ticket de entrada para esse novo caminho? Como você pode tirar o seu propósito de vida e adotar o propósito de vida estabelecido por Deus? Para saber a resposta a essa pergunta, entre em contato comigo por e-mail (johannesjanzen@gmail.com) e com prazer lhe darei a explicação.

"Assim, quer vocês comam, bebam ou façam qualquer outra coisa, façam tudo para a glória de Deus". 1 Coríntios 10:31

*****
As ilustrações no texto são de Peter Kreeft, John Lenox e João Paulo.


  Palavras-chave: significado, vida, Deus, glória

Enviado por: Johannes Janzen  |  2702 views   

   Postagens relacionadas


   Deixe aqui seu comentário

Nome *:
E-mail *:
  (não será publicado)
Título:
Texto *:
Texto da Imagem *:
  (sem espaços)
 

   Comentários (1)

Deus existe, e é competente, ou melhor, um otimo programador. Não deixou erros.Poucos entendem os planos dele, se quer ter acesso apenas ore mais



Enviado por: RAFAEL MARCOS GARCIA  |  Data: Seg, 06/06/2016 às 09h52   




   Pesquisar

   Arquivo

   Sobre mim
   Johannes G. Janzen é professor de engenharia na Universidade Federal de Mato Grosso do Sul. Possui doutorado em Hidráulica e Saneamento pela Universidade de São Paulo com período sanduíche na Universidade de Karlsruhe, Alemanha. Tem experiência na área de Engenharia Civil e Ambiental com ênfase em Fenômenos de transporte e Hidráulica.

   Postagens mais recentes

   Postagens mais vistas

   Comentários recentes

   Palavras-chave

   Twitter

   Facebook

O conteúdo deste website, salvo indicações, é de uso exclusivo da
Sociedade Origem e Destino - Copyright © 2011